SHARE
TWEET

Manifesto do Nada | RFRFF

LuLuDaLeNcOuRt Aug 5th, 2018 17 Never
Not a member of Pastebin yet? Sign Up, it unlocks many cool features!
  1. Você me encontrou. Ou seria eu que encontrei você?
  2. Esta é uma seção de propaganda não-financiada pelo estado. Esta é uma seção de propaganda não-financiada pelo estado. Esta não é uma seção de propaganda não-financiada pelo estado. Esta não é uma não seção de propaganda não-financiada pelo estado. Esta não é uma não seção de não propaganda não-financiada pelo estado. Kkk
  3.  
  4. <p>As flores donde vem o ópio são as mais belas, tal como o seu amor. É uma analogia. Tudo o que é bom vicia. Sim. Não. </p>
  5. Caminhar por cima das privadas não foi uma boa ideia;  
  6. É uma existência de delírio e martírio, vice-versa e constante.
  7. A vida é um número de Euler.
  8. ***
  9. ONOMATOPEIA ONOMATOPEIA ONOMATOPEIA CENTOPEIA CASSIOPEIA.
  10. Comic SANS MS.
  11.  
  12.  
  13. “Το ποτό μου κοστίζει περισσότερο από το νοίκι σου, όου (όου)
  14. Η μάνα σου ζει ακόμη σε σκηνή
  15. (Δεν ξερω τι στο πούτσο λέει εδώ)
  16. Εγώ και η γιαγιά μου παίρνουμε "φάρμακα"
  17. Κανένα από αυτά τα σκατά δεν ειναι νέο για εμένα
  18. Γαμάω την καθηγήτρια μου, το λέω φοίτηση.”
  19.  
  20.  
  21. LINDO LINDO LINDO!!
  22. BELEZA RIMA COM NATUREZA
  23. MUITO BONITO, MUITO BONITO DE FACTO!
  24. ****
  25.  
  26.  
  27. As PoRtAs dA PeRcEpÇãO
  28.  
  29.  
  30.  
  31.  
  32.  
  33.  
  34.  
  35.  
  36.  
  37.  
  38.  
  39.  
  40.  
  41.  
  42. MANIFESTO DO NADA
  43. Lucretia Dalencourt.
  44. I
  45. DO QUE SE TRATA
  46.  
  47.     Certa vez ouvi de alguma pessoa velha, de cabelos quase esbranquiçados e expressão de cu, que o sentido era um elemento natural e essencial para o fluxo correto das atividades humanas e para a vida em si, mas eu discordo veementemente disso. Desde quando tais coisas se tornaram grandezas vetoriais? Que eu saiba, não vivemos em um livro de física do ensino médio. Não mesmo. O sentido para as coisas é tão descartável quanto aqueles pratinhos de festa de criança.
  48.     A poesia precisa conter sentido para ser boa, tal como a prosa. E se não tiver? Fuzilamento! Crime, crime! Não existe e não pode existir nada que fuja do padrão que surgiu sabe-se lá de onde, que determina nexo para tudo. Até parece que estamos a viver num período de retração artística! Prendemo-nos em correntes ridículas e invisíveis, desnecessárias e absurdas!
  49.     Desvencilhar-se da ordem imposta é um ato libertador! Se você achou este documento, está pronto para largar a monotonia da normalidade sendo mais humano, e menos máquina? Você é ser de carne, pele e osso! Não é um conjunto de circuitos e placas designados para executar ações. Libertemo-nos das rédeas e cabresto nas quais fomos postos no dia em que nascemos.
  50.     Basicamente, o projeto pretende decorar e “animar” todos os lugares possíveis e imagináveis com o quebrar e distorcer das noções de nexo e sentido. Que as cabeças tão acostumadas com a normalidade se assustem e se choquem com a aleatoriedade! Pichemos paredes com desenhos de privadas, colemos folhas de jornal de ponta-cabeça pelas paredes, coloquemos os mais estranhos e bizarros lambes! Enfim, a criatividade é sua e de mais ninguém! Faça o que quiser, nossa única regra não existe!
  51. II
  52. LuCrEtIa DaLeNcOuRt
  53.  
  54.     Lucretia Dalencourt é uma pessoa, um nome, ou talvez nenhum dos dois. Lucretia Dalencourt pode ser tudo, ao mesmo tempo que nada, mas uma coisa é fato: qualquer um pode ser ela, ou parte dela. Uma Lucretia Dalencourt é uma embaixadora da desordem e do caos, mas de uma forma brincalhona e deveras travessa tal como os gnomos, que somem e reaparecem com nossos objetos pessoais de quando em quando.
  55.     Quando se assume o nome Lucretia Dalencourt, você se torna parte de uma conspiração que não aspira a dominação mundial ou qualquer coisa do tipo. Na verdade, você é condecorado com o título de pseudo-conspirador. Sabe por que? Siga para o próximo parágrafo.
  56.     Lucretia Dalencourt tem o objetivo de aparentar ser uma conspiração, mas não ser, logo ela é uma pseudo-conspiração! Esse projeto existe para ser um falso mistério, uma brincadeira complexa e um labirinto sem saída. Procure o quanto bem entender, estranho! Percorra céus e terra, inferno e saturno que não achará a finalidade de tudo isso! O único objetivo é um não objetivo: não ser um objetivo.
  57.     O ser humano precisa ter sua vida colorida pela desordem e pelo incomum, as ruas e os lugares precisam se tornar surrealistas, dadaístas, sem nexo e chocantes! Uma Lucretia Dalencourt transforma a realidade em delírio, os banheiros públicos em alucinações e os muros nos sonhos mais psicodélicos que o indivíduo pode ter.
  58.     Seja bem-vindo, Lucretia Dalencourt. Seja bem-vindo às maravilhas do caos, caríssima e mais nova patrona da desordem. Sua presença na pseudo-conspiração alegra muitos, só não sabemos quem. De toda forma, mande o sentido para a puta que pariu e seja a LuLu que vive dentro de ti e que aguarda pelo seu despertar.
  59.  
  60.  
  61.  
  62.  
  63.  
  64.  
  65.  
  66. Agradecemos a leitura. Não esqueça que agora você é uma Lucretia Dalencourt.
  67.  
  68.  
  69.  
  70.  
  71.  
  72.  
  73. 引き続き倍旧のご厚情を賜りたく、切にお願い申し上げます。
  74.  
  75.  
  76.  
  77. shhh, silêncio. Estamos dormindo.
RAW Paste Data
We use cookies for various purposes including analytics. By continuing to use Pastebin, you agree to our use of cookies as described in the Cookies Policy. OK, I Understand
 
Top