SHARE
TWEET

Untitled

a guest Feb 21st, 2020 85 Never
Not a member of Pastebin yet? Sign Up, it unlocks many cool features!
  1. "Amar o perdido
  2. deixa confundido
  3. este coração.
  4.  
  5. Nada pode o olvido
  6. contra o sem sentido
  7. apelo do Não.
  8.  
  9. As coisas tangíveis
  10. tornam-se insensíveis
  11. à palma da mão.
  12.  
  13. Mas as coisas findas,
  14. muito mais que lindas,
  15. essas ficarão."
  16. ---------
  17. Ouvi este poema ontem, no caso para mim, hoje, e fiquei pensando sobre o quão ele impacta no meu âmago. O início:
  18.  
  19. Amar o perdido
  20. deixa confundido
  21. este coração
  22.  
  23. Me faz pensar sobre o que é o amor para mim, já que, como você bem sabe, sou uma pessoa que tem dificuldade em expressar sentimentos, e isto, me deixa com um grande vazio que eu tento medo, de nunca saber o que é. Não falo de amor para com meus pais, meu irmão, mas em saber quando eu amo alguém, não sei perceber isso, se amo, ou buscar expressar se amo. Tento ser eu.. e tudo isso realmente me confunde a um ponto de eu me sentir totalmente amargo com um peso em meu peito, de não saber se estar em uma relação com alguém tendo toda esta confusão interna é algo saudável. Eu não concordo com o pensamento que estas fases da nossa vida são algo que podemos passar com outras pessoas, eu não acho que as pessoas ajudam a superar algo, acho que apenas em nosso íntimo, em nossas profundas reflexões chegaremos a uma conclusão sobre todas estas questões que nos aflige.
  24.  
  25. E Devido a tudo isto que acima lhe digo, penso na segunda estrofe do poema:
  26.  
  27. Nada pode o olvido
  28. contra o sem sentido
  29. apelo do Não.
  30.  
  31. É algo que me deixa muito, mas muito triste. "OLVIDAR" , tendo como sinônimo "deslembrar" me lembra que já passei por isso em um antigo relacionamento, e como todo este processo não magoou apenas a mim, mas ao outro também. "Contra o sem sentido apelo do não", tento poder expressar algo dessa frase, mas não consigo transpor em palavras, apenas memórias de situações que em minha cabeça fazem todo sentido nesta fase que novamente estou passando. E me culpo tanto por novamente, talvez, estar fazendo alguém "sofrer" Devido eu ser tão egoísta de não saber me entregar a alguém.
  32.  
  33.  
  34. "Mas as coisas findas,
  35. muito mais que lindas,
  36. essas ficarão."
  37.  
  38. Para mim, a melhor parte do poema, onde me faz resgatar todos os momentos maravilhosos que vivi, estes que tem um peso tão enorme e que ao mesmo tempo deixa tão leve toda essa tempestade de sentimentos que eu estou sentido. Todo este conjunto de  experiências vividos, onde tenho certeza que mesmo chegando a um fim, eu espero que isso me ajude a poder compreender o que eu estou buscando.
  39.  
  40. -----------------------------
  41. Esta foi uma reflexão que fiz sobre este poema que vejo que retrata um pouco sobre mim, agora quero me expressar um pouco.
  42.  
  43. Espero que não entenda o que irei falar como uma comparação com minhas antigas experiências, mas a vida é isto, são de experiências que vamos evoluindo e lapidando aquilo que buscamos para nós.
  44.  
  45. Mas o fim de minha última relação, se deu por eu me sentir da mesma forma que estou no momento, não saber se amo, se é este caminho que minha vida vai realmente tomar, e principalmente o medo, de tão sério as coisas estão.
  46.  
  47. Eu sempre penso, tenho 19 anos, será que esta relação é algo coerente para mim? Me faz bem e principalmente, eu faço bem? Mas ai eu penso, será que alguém merece estar comigo com todas estas dúvidas e sentimentos conturbados? É algo que vai me deixando cada vez mais afastado a ponto de realmente esfriar as coisas.
  48.  
  49. Eu tenho medo de coisas sérias, por que a cada dia que passa mais vai empregando na vida de todos os envolvidos a ideia de que talvez vai ser isto, e acaba não sendo, mas ainda mais, talvez não seja pelos outros e sim por que eu tenho medo de me machucar, e acabo murando meus sentimentos e buscando evitar isso. E é algo que está acontecendo, eu estou vendo sua família me abraçando a tal ponto que algumas decisões me incluem e eu não sei se este é o momento que quero estar nesta situação.
  50.  
  51.  
  52. Queria poder me expressar melhor, talvez isso tudo só confundiu ainda mais você sobre o que estou sentindo, mas, só estou digitando o que estou pensando. Lamento se tudo isso lhe deixa triste, mas me deixa ainda mais saber que eu sou uma pessoa tão egoísta que ao primeiro sinal de medo, recua tanto a ponto de afetar a todos ao redor. Só peço desculpas pelo meu egoísmo.
  53.  
  54. Talvez não tenha percebido mas eu pulei uma estrofe do poema:
  55.  
  56. As coisas tangíveis
  57. tornam-se insensíveis
  58. à palma da mão.
  59.  
  60. Talvez esta seja a parte que mais me representa,  as coisas tangíveis se tornarem insensíveis à palma da mão, a forma como tudo muda para mim no estralar de dedos, me faz se sentir culpado. Odeio isso. Mas, estou aqui tentando ser o mais sincero possível, espero que compreenda o quis lhe falar.
RAW Paste Data
We use cookies for various purposes including analytics. By continuing to use Pastebin, you agree to our use of cookies as described in the Cookies Policy. OK, I Understand
Top