SHARE
TWEET

Untitled

a guest May 23rd, 2019 82 Never
Not a member of Pastebin yet? Sign Up, it unlocks many cool features!
  1.   Para compreendermos as dimensões do capitalismo, primeiro temos que entender o que é capitalismo e sua história.
  2. As características desse sistema variam de acordo com o autor porém as mais citadas são a propriedade privada dos meios de produção e também a busca incessante pelo lucro, além dessas o trabalho assalariado, troca voluntária e acumulação de capital.
  3.   A liberdade proposta pela economia de mercado, faz com que investimentos sejam determinados por proprietários dos fatores de produção, e os preços sejam definidos pela concorrência no mercado.
  4.   Existem diversas formas de capitalismo, dentre eles os mais famosos são: o capitalismo de livre mercado, capitalismo de bem-estar social e capitalismo de estado.
  5.   Capitalismo de livre mercado: A economia de mercado ocorre quando um agente econômico atua de forma livre, sem intervenção estatal. Neste caso a maior parte da produção é gerada pela iniciativa privada.
  6.   Capitalismo de bem-estar social: No estado de bem estar social o estado organizaria a economia, conciliando sindicatos e empresas privadas, providenciando serviços públicos para que a população seja protegida e tenham seus direitos garantidos.
  7.   Capitalismo de estado: Nessa forma de organização econômica o estado intervem na economia, possuindo o monopólio ou parte dos meios de produção.
  8.   Uma das críticas mais duras e persistentes a respeito do capitalismo é sua péssima distribuição de renda, pois os detentores dos meios de produção exploram o proletariado para a maximização do lucro.
  9.    Atualmente a maioria, se não todas economias capitalistas, visto que nunca foi implementado um sistema puro, consistem de economias mistas, estas combinam características de livre mercado e intervenção estatal.
  10.   Esse sistema se iniciou na Europa que já apresentava características desde o século XI,
  11. quando ocorreu a transição do feudo para a cidade. Nesta época o feudalismo enfrentava uma crise que se devia boa parte á Peste Negra que dizimou quase metade da população europeia, com a ida para as cidades o setor de comércio se desenvolveu muito, aumentando as relações capitalistas. Na idade Moderna os reis expandiram seus poderes econômicos e políticos por meio do mercantilismo e absolutismo, com isso o estado passava a explorar em busca de metais preciosos, algo que beneficiou e enriqueceu os burgueses que se voltaram contra o absolutismo através de grandes revoluções como a revolução francesa, depois da queda do absolutismo o capitalismo foi instaurado.
  12.   O fim do feudalismo facilitou a mobilidade social e junto com o mercantilismo
  13. possibilitou, através do comércio a ascensão social e econômica. Porem, esta ascensão era privilegio para poucos, em contrapartida o sistema capitalista intensificou ainda mais a    
  14. disparidade das classes sociais, tornando poucos ricos e muitos pobres.
  15.   Com a Revolução Industrial no século XVIII, o processo de industrialização, que se originou principalmente pela transição para novos processos de manufatura máquinas e também pelo avanço proporcionado pela energia a vapor que possibilitou a criação de barcos a vapor e o fornecimento de energia para grandes fábricas. Essa produção em massa, acumulo de capital e geração de lucro empodera mais ainda a burguesia e o capitalismo.
  16.   Segundo Braudel tal crescimento na economia de mercado se deve pela necessidade da organização da produção e do controle do consumo, visto que na época haviam inúmeras
  17. Imperfeiçoes. Além disso ele afirmava que devido ao crescimento da economia de mercado certas barreiras econômicas foram delimitadas, onde tudo que esta fora do mercado tem um valor, o valor de uso e tudo que esta dentro do mercado tem o valor de troca.
  18.   Com o passar do tempo ciclos de altas e baixas ocorreram, algo que parece natural do capitalismo, a especulação, tanto na bolsa, em commodities, terras, títulos públicos etc sempre fez parte do capitalismo. A tentativa de prever o futuro e ganhar dinheiro com isso
  19. atrai muitas pessoas, causando ‘manias’ também conhecidas como bolhas, fazendo analogia a respeito de que a bolha infla ate estourar. Uma das primeiras e mais famosas bolhas foi a mania das tulipas. Essas bolhas podem e ocorrem atualmente principalmente
  20. quando existe uma diminuição artificial das taxas de juros fazendo com que investidores procurem outros investimentos, como houve em 2008. Este tipo de especulação acontecem também por parte de empresas, na década de 20 com o avanço da economia americana que chegou a produzir 42% de todas mercadorias feitas no mundo, além de providenciar credito para Europa que passava pelo processo de reconstrução devido a Primeira Guerra Mundial. Devido a este ótimo momento que o Estados Unidos passava, a população passou a consumir muito utilizando do credito, além disso também foram especular na bolsa, resultando em uma enorme alta, que não foi sustentada, causando um enorme crash na bolsa de nova iorque em 1929.
  21.    A medida que o então eleito presidente em 1932 Franklin Delano Roosevelt tomou para reerguer os EUA foi o então chamado New Deal, um plano desenvolvido por um grupo de economistas que se baseava nos princípios de Keynes, dando ao Estado participação direta na economia nacional, um plano que foi seguido ate a década de 70 período cujo o liberalismo voltou a ganhar forças.
  22.  Como dito no inicio, o capitalismo possui varias definições e explicações, para Weber o capitalismo existe onde quer que haja a satisfação das necessidades de um grupo humano com caráter lucrativo e por meio de empresas, qualquer seja a necessidade que se note. Max afastava a ideia de que o capitalismo é apenas a busca pelo lucro, conforme
  23. Weber(p.5) diz:”a ganância  ilimitada de ganho não se identifica, nem de longe , com o capitalismo, e menos ainda com seu ‘espírito’”, para ele o capitalismo seria uma forma racional de lidar com esse impulso irracional. Porem nem tudo consegue ser perfeitamente racionalizado, por exemplo se um empresario decide projetar uma quantidade de venda o calculo utilizado por ele sera apenas uma tentativa de racionalizar uma previsão, adivinhação que seria natural em todas as formas de empreendimento capitalista.
  24.    Para ele o grande avanço econômico no ocidente moderno se deu também pela especulação que ocorria através de títulos da divida publica o que segundo ele era uma forma racional de formação de capital. O capital de acoes era utilizado como meio de antecipar rendas, que possibilitava o poder publico a ter uma noção das garantias que teriam ao ceder essas rendas. A Casa Bancaria di San Giorno em Gênova é citada como um exemplo desta classe de operações financeiras.
  25.    Weber defendia também que o capitalismo não passava de uma ética, que estabelecia relações com a ética protestante principalmente calvinista, os ideais calvinistas diferente das religiões da época não condenavam o lucro apenas quando o mesmo era obtido com objetivo de uma vida despreocupada no futuro. Defendiam também que o cidadão tinha uma vocação, uma profissão que lhe foi concedida por Deus e que o trabalho era uma imposição divina, reforçando que desde que o homem não fique no ócio o enriquecimento não seria problema algum, a perda de tempo seria o problema, considerada um pecado.
RAW Paste Data
We use cookies for various purposes including analytics. By continuing to use Pastebin, you agree to our use of cookies as described in the Cookies Policy. OK, I Understand
 
Top